7 fatos que você precisa saber sobre estagiários

Qualquer pessoa que me conheça minimamente conhece também o fato de que sou estudante de Direito. Talvez essa divulgação se deva ao fato de que muito me orgulho de tal feito, vinda de família pobre e que não vislumbrava a possibilidade de que a empreitada fosse possível. Ocorre que, chegando à metade do curso, me deparo com a disciplina de Direito Trabalhista, que em pouco tempo envolveu-me e, caloura que sou, cá estou me atrevendo a escrever o artigo a seguir de forma um tanto descontraída, tratando da vivência dos estagiários desse Brasilzão. Este artigo em hipótese alguma almeja se comparar aos acadêmicos sérios e chatos que encontramos pelos caminhos da graduação.

As situações descritas abaixo são totalmente hipotéticas, qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência.

7 fatos sobre estagiários:

culpe-o-estagiário

1. Estagiários não são técnicos de impressora.

A menos que estejam cursando algo que se chama Curso de Manutenção de Impressoras e que a grade curricular contenha carga horária de estágio interno ou externo. Não, estagiários de qualquer outro curso não precisam obrigatoriamente saber desobstruir o entalamento de papel, você mesmo, com as mãos que Odin lhe deu, pode fazê-lo. Muitas máquinas vêm com manual caso haja dificuldade.

2. Estagiários não são baristas.

Aqui outro equívoco, não é tarefa diária dos estagiários fazer cafezinho. Muito menos servir cafezinho.  A menos que esteja no curso de barista e novamente, que se exija estágio na grade curricular. Afinal, o grau de dificuldade dos desenhos na espuma é altíssimo, já tentei mil vezes e percebi que o resultado não teve a intenção de ser arte surrealista.

3. Estagiários não são especialistas em refrigeração e ar condicionado.

Afinal, o botão MODE sempre vem escrito em caixa alta e, caso não dê certo, desligar na parede e ligar novamente não me parece tarefa tão difícil.

4. Estagiários não são técnicos em informática.

O indivíduo que estuda enfermagem com certeza não tem essa disciplina no currículo, não acha? Quando bater aquela vontade de chamar seu estagiário pra criptografar aquele seu arquivo no WinZip, respire fundo, se não souber como fazer dê um Google, mas se ainda assim a tentação não tiver passado, vai pela máxima e reinicie a máquina.

5. Estagiários não são os responsáveis por tudo de errado que acontece.

Que feio fazer caquinha e colocar a culpa em outra pessoa, hein? Ainda mais quando a outra pessoa tem um “emprego” que remunera mal, sem estabilidade alguma e com uma carga enorme, certo? Meça suas ações parça!

6. Levanta a bunda da cadeira e pega.

A impressora tá ali pertinho. O ramal do estagiário não serve pra isso não, viu?

7. Se houverem pausas, estagiários não precisam trabalhar durante elas.

Nem ninguém né?

 

Estagiários estudam, o estágio serve para adquirir vivência, experiência, qualificação. É muitas vezes nessa hora que o estudante define se está na carreira certa, no caminho certo, e você tem papel importante nessa decisão. Sim, é nessa hora que ele erra, e é errando que aprende como diria minha avó. Se você é chefe, colega de trabalho, cliente externo/interno, saiba que estágio não é trabalho secundário. Estagiários não são “reles” secretárias, telefonistas e afins (já ouvi isso), até porque se o fossem (sem o reles), com certeza estariam ganhando muito mais. Não os deprecie, ninguém deve ser tratado como cidadão de segunda classe. Sobretudo lembre-se que ele será seu colega de profissão e, como diria também minha avó, o mundo dá voltas.

Comentários