Qual é o bairro mais esquerdista do Rio de Janeiro? Qual é o bairro mais direitista?

As mais recentes eleições ocorridas na cidade do Rio de Janeiro forneceram um laboratório interessante. Na eleição presidencial de 2014, a candidata Dilma Rousseff, apoiada por partidos de esquerda, teve desempenho melhor em bairros de baixa renda, localizados principalmente na Zona Norte e na Zona Oeste, e o candidato Aécio Neves, apoiado por partidos de direita, teve desempenho melhor em bairros de alta renda, localizados principalmente na Zona Sul. Na eleição municipal de 2016, a situação se inverteu. O candidato Marcelo Freixo, apoiado por partidos de esquerda, teve desempenho melhor em bairros de alta renda, localizados principalmente na Zona Sul, e o candidato Marcelo Crivella, apoiado por partidos de direita, teve desempenho melhor em bairros de baixa renda, principalmente nas Zonas Norte e Oeste. Em apenas dois anos, a polarização ideologia/renda mudou muito. É possível mencionar também que a eleição de 2014 teve resultados por zona eleitoral bem parecidos com a eleição de 2010, que também foi disputada entre Dilma e um candidato do PSDB, e a eleição de 2016 teve resultados por zona eleitoral bem parecidos com a eleição de 2012, que tinha Marcelo Freixo e Eduardo Paes, apoiado por Marcelo Crivella. Neste parágrafo, quando foram mencionadas as eleições de 2010, 2014 e 2016, estava se falando do segundo turno, para efeito de simplificação. Já a eleição de 2012 teve turno único.

Como as eleições de 2010 e 2014, e as de 2012 e 2016 foram muito parecidas, este texto trabalhará apenas com os resultados das eleições de 2014 e 2016, considerando apenas os votos válidos obtidos pelos candidatos no segundo turno. Como foi dito no primeiro parágrafo, a polarização ideologia/renda foi em 2016 oposta da que foi em 2014. Por causa disso, em geral, nas zonas eleitorais em que Dilma 2014 teve desempenho melhor, Crivella 2016 teve desempenho melhor. Nas zonas eleitorais em que Aécio 2014 teve desempenho melhor, Freixo 2016 teve desempenho melhor. Mas a relação não foi completamente linear. Em algumas zonas, tanto Dilma 2014 quanto Freixo 2016 foram bem. Em outras zonas, tanto Aécio quanto Crivella foram bem. Com duas polarizações tão distintas, é possível calcular o quanto esquerdista é cada zona eleitoral do município do Rio de Janeiro, através da média entre o percentual de votos válidos da Dilma em 2014 e do Freixo em 2016. Calculadas as médias, é possível fazer o ranking da zona mais esquerdista, que é a que tem maior média entre Dilma 2014 e Freixo 2016, para a mais direitista, que é a que tem a menor média entre Dilma 2014 e Freixo 2016. O ranking pode ser visto na tabela a seguir.

Zona Abrangência Dilma 2014 Freixo 2016 média
8 CACHAMBI ENGENHO NOVO JACARÉ MARIA DA GRAÇA ROCHA 64.7% 62.9% 63.8%
164 BAIRRO DE FÁTIMA CATUMBI SANTA TERESA 59.3% 58.7% 59.0%
163 CATETE GLÓRIA LAPA 46.7% 62.5% 54.6%
204 CENTRO CIDADE NOVA SANTO CRISTO 54.0% 55.0% 54.5%
1 CENTRO PAQUETÁ SAUDE 60.7% 46.5% 53.6%
229 CATUMBI ESTÁCIO RIO COMPRIDO 57.0% 48.8% 52.9%
193 BENFICA MANGUEIRA TRIAGEM 71.7% 33.7% 52.7%
16 COSME VELHO LARANJEIRAS 38.3% 67.1% 52.7%
19 ANDARAÍ MARACANÃ VILA ISABEL 47.7% 57.3% 52.5%
213 ENGENHO NOVO RIACHUELO ROCHA SÃO FRANCISCO XAVIER 51.3% 53.7% 52.5%
121 OLARIA 59.8% 43.5% 51.6%
208 ABOLIÇÃO ENGENHO DE DENTRO PILARES 56.5% 46.6% 51.6%
211 GÁVEA ROCINHA SÃO CONRADO VIDIGAL 54.8% 47.7% 51.3%
169 BONSUCESSO DEL CASTILHO HIGIENÓPOLIS INHAUMA 62.2% 39.1% 50.7%
12 CASCADURA MADUREIRA OSWALDO CRUZ 56.3% 45.0% 50.6%
20 ENGENHO DE DENTRO MEIER TODOS OS SANTOS 45.1% 56.1% 50.6%
160 OLARIA RAMOS 56.1% 44.8% 50.5%
161 BONSUCESSO RAMOS 66.1% 34.8% 50.4%
2 CAJU SÃO CRISTÓVÃO 59.4% 41.4% 50.4%
118 CAVALCANTI ENGENHEIRO LEAL MADUREIRA TOMÁS COELHO VAZ LOBO 61.6% 39.1% 50.3%
21 BONSUCESSO INHAUMA RAMOS TOMÁS COELHO 68.0% 32.6% 50.3%
189 BRÁS DE PINA PENHA CIRCULAR VILA DA PENHA 56.5% 44.1% 50.3%
207 CASCADURA CAVALCANTI QUINTINO BOCAIÚVA TOMÁS COELHO 53.2% 47.4% 50.3%
11 BRÁS DE PINA OLARIA PENHA PENHA CIRCULAR 50.9% 49.6% 50.2%
168 ENGENHO DA RAINHA INHAUMA 59.6% 40.3% 49.9%
215 CACHAMBI DEL CASTILHO ENGENHO NOVO MARIA DA GRAÇA MEIER 45.8% 54.0% 49.9%
173 GRAJAÚ VILA ISABEL 39.6% 60.1% 49.9%
4 BOTAFOGO HUMAITA 36.3% 63.3% 49.8%
216 CACHAMBI DEL CASTILHO ENGENHO DE DENTRO MEIER TODOS OS SANTOS 47.8% 51.8% 49.8%
188 PENHA 65.5% 34.0% 49.8%
214 ENGENHO NOVO LINS DE VASCONCELOS MEIER 45.2% 54.2% 49.7%
170 ANDARAÍ TIJUCA VILA ISABEL 40.6% 58.8% 49.7%
177 BRÁS DE PINA CORDOVIL PARADA DE LUCAS VILA DA PENHA VISTA ALEGRE 52.9% 45.9% 49.4%
6 TIJUCA 38.9% 59.9% 49.4%
14 ENCANTADO ENGENHO DE DENTRO PIEDADE 49.8% 48.9% 49.3%
228 MARACANÃ TIJUCA 36.7% 61.9% 49.3%
162 BRÁS DE PINA CORDOVIL PARADA DE LUCAS 63.0% 35.6% 49.3%
10 CASCADURA ENCANTADO PIEDADE QUINTINO BOCAIÚVA ÁGUA SANTA 53.0% 45.4% 49.2%
190 IRAJÁ VICENTE DE CARVALHO VILA DA PENHA VILA KOSMOS 50.1% 48.3% 49.2%
218 IRAJÁ MADUREIRA ROCHA MIRANDA TURIAÇÚ VAZ LOBO 56.5% 41.3% 48.9%
176 JARDIM AMÉRICA PARADA DE LUCAS VIGÁRIO GERAL 59.8% 37.7% 48.7%
209 CASCADURA MADUREIRA OSWALDO CRUZ 52.8% 44.3% 48.6%
171 TIJUCA 44.8% 52.3% 48.5%
217 BENTO RIBEIRO HONÓRIO GURGEL MARECHAL HERMES OSWALDO CRUZ 55.6% 41.4% 48.5%
219 COELHO NETO COLÉGIO HONÓRIO GURGEL ROCHA MIRANDA 59.2% 37.2% 48.2%
166 BOTAFOGO URCA 33.6% 61.3% 47.5%
3 FLAMENGO 32.8% 61.8% 47.3%
22 COLÉGIO IRAJÁ VILA DA PENHA 52.8% 41.6% 47.2%
179 ANIL CIDADE DE DEUS GARDENIA AZUL PECHINCHA RIO DAS PEDRAS 52.9% 40.1% 46.5%
7 TIJUCA 33.7% 59.3% 46.5%
117 CACUIA COCOTÁ RIBEIRA ZUMBI 47.6% 45.3% 46.4%
220 ACARI BARROS FILHO COSTA BARROS PAVUNA 64.8% 27.7% 46.3%
23 DEODORO GUADALUPE 59.1% 33.0% 46.1%
230 BANGU JARDIM BANGU VILA KENNEDY 64.0% 28.0% 46.0%
232 PADRE MIGUEL 59.1% 32.0% 45.5%
234 REALENGO 57.3% 33.6% 45.5%
15 BENTO RIBEIRO MARECHAL HERMES VILA MILITAR 49.4% 41.0% 45.2%
124 BANGU PADRE MIGUEL 53.3% 37.1% 45.2%
175 ACARI IRAJÁ PARQUE COLÚMBIA PAVUNA 61.1% 28.9% 45.0%
24 BANGU SENADOR CAMARÁ 62.6% 27.1% 44.8%
180 TANQUE TAQUARA 48.0% 41.5% 44.8%
231 BANGU PADRE MIGUEL REALENGO 56.5% 33.0% 44.7%
212 JARDIM BOTÂNICO LAGOA 29.2% 60.1% 44.7%
237 AUGUSTO VASCONCELOS SANTÍSSIMO SENADOR CAMARÁ 61.0% 28.3% 44.6%
5 COPACABANA LEME 33.8% 55.4% 44.6%
235 MAGALHÃES BASTOS REALENGO 55.0% 34.2% 44.6%
236 BANGU SENADOR CAMARÁ 55.4% 33.7% 44.6%
191 BANCÁRIOS DENDE FREGUESIA (ILHA DO GOVERNADOR) GUARABU MONERÓ 47.5% 41.4% 44.5%
167 ANCHIETA COSTA BARROS PAVUNA RICARDO DE ALBUQUERQUE 59.7% 28.6% 44.2%
13 FREGUESIA JPA 38.9% 48.9% 43.9%
233 PADRE MIGUEL REALENGO 55.1% 32.1% 43.6%
210 BENTO RIBEIRO CAMPO DOS AFONSOS JARDIM SULACAP VILA VALQUEIRE 42.0% 44.5% 43.2%
25 GUARATIBA NOVA SEPETIBA PEDRA DE GUARATIBA SANTA CRUZ SEPETIBA 57.8% 28.3% 43.0%
246 CAMPO GRANDE COSMOS INHOAÍBA PACIENCIA SANTA CRUZ 62.1% 23.9% 43.0%
182 CURICICA TAQUARA 48.3% 37.3% 42.8%
205 COPACABANA COPACABANA 31.4% 54.1% 42.8%
125 SANTA CRUZ 61.4% 24.1% 42.8%
192 FUNDÃO GALEÃO JARDIM GUANABARA PORTUGUESA TUBIACANGA 40.2% 45.3% 42.7%
122 CAMPO GRANDE SANTÍSSIMO SENADOR VASCONCELOS 55.1% 30.0% 42.5%
240 SANTA CRUZ 59.8% 25.3% 42.5%
252 COPACABANA IPANEMA LAGOA 32.0% 52.9% 42.5%
206 COPACABANA 32.0% 52.7% 42.4%
238 BANGU SENADOR CAMARÁ 57.4% 26.9% 42.1%
244 CAMPO GRANDE 51.7% 32.4% 42.1%
123 ANCHIETA DEODORO RICARDO DE ALBUQUERQUE 55.2% 28.8% 42.0%
245 CAMPO GRANDE INHOAÍBA 56.3% 26.8% 41.6%
120 CAMPO GRANDE SENADOR VASCONCELOS 53.2% 29.9% 41.6%
242 AFONSO VIZEU BENJAMIM DUMONT CAMPO GRANDE CANTAGALO INHOAÍBA 54.5% 27.9% 41.2%
241 COSMOS PACIENCIA SANTA CRUZ 59.9% 22.2% 41.0%
18 COPACABANA 27.8% 52.4% 40.1%
17 GÁVEA LEBLON 24.0% 50.3% 37.1%
165 IPANEMA 21.6% 47.8% 34.7%
9 BARRA CAMORIM RECREIO VARGEM GRANDE VARGEM PEQUENA 26.5% 39.1% 32.8%
119 ALTO DA BOA VISTA BARRA ITANHANGÁ 21.3% 39.6% 30.5%

Por este ranking, a zona mais esquerdista do Rio de Janeiro é a zona 8, que engloba Cachambi, Engenho Novo, Jacaré, Maria da Graça e Rocha, bairros localizados na Zona Norte. Nesta zona, Dilma 2014 e Freixo 2016 tiveram mais de 60% dos votos válidos. Em segundo lugar ficou a zona 164, que engloba Bairro de Fátima, Catumbi e Santa Teresa, localizados no centro. Em terceiro lugar ficou a zona 163, na divisa entre centro e Zona Sul, que engloba Catete, Glória e Lapa. A zona mais direitista é a zona 119, que engloba Barra, Alto da Boa Vista e Itanhangá. A segunda zona mais direitista é a zona 9, que engloba Barra, Camorin, Recreio, Vargem Grande e Vargem Pequena. A terceira zona mais direitista é a zona 165, que tem Ipanema.

O melhor resultado de Freixo 2016 ocorreu na zona 16, que tem Laranjeiras e Cosme Velho. É lá que está localizada a Praça São Salvador, ponto de encontro boêmio que tem muitos eventos de esquerda (e onde a cerveja mais vendida pelos ambulantes é aquela que tem a estrela vermelha no rótulo, hahaha). Naquela zona, Freixo teve 67,1% e Crivella teve 32,9%. Porém, no ranking, esta zona encontra-se apenas em oitavo lugar, porque, em 2014, Aécio teve 61,7% e Dilma teve 38.3%. Quando Dilma ganhou o segundo turno em 2014, houve uma pequena aglomeração de pessoas na Praça São Salvador, sob forte chuva, carregando aquelas bandeiras vermelhas com “Dilma” escrito no estilo letra de mão. Mas eram minoria no bairro. Ainda assim, foi lá onde Dilma teve desempenho menos ruim entre os bairros de alta renda (apesar de não ser o escopo do texto, que trata apenas do Rio de Janeiro, vai aqui uma informação adicional: em bairros com renda parecida com a de Laranjeiras em outras cidades do Centro Sul do Brasil, Dilma não chegou perto de 38%, oscilou entre 15% e 25%).

O pior resultado de Freixo 2016 ocorreu na zona 241, que tem Cosmos, Paciência e Santa Cruz, na Zona Oeste. Lá, Crivella teve 77,8% e Freixo teve 22,2%. Mas esta zona é apenas a sexta mais direitista, porque, em 2014, Dilma teve 59,9% e Aécio teve 40,1%.

A partir do fato de que Crivella 2016 teve melhor desempenho em muitas zonas onde Dilma 2014 teve melhor desempenho, e Freixo 2016 teve melhor desempenho em muitas zonas onde Aécio 2014 teve melhor desempenho, e chegar à conclusão de que quem votou na Dilma 2014 votou no Crivella 2016 e que quem votou no Aécio 2014 votou no Freixo 2016 seria uma falácia ecológica, que consiste em atribuir erroneamente características aos indivíduos a partir de características dos grupos aos quais eles pertencem. É perfeitamente possível que a maioria das pessoas que votaram na Dilma 2014 votaram no Freixo 2016, e que a maioria das pessoas que votaram no Aécio 2014 votaram no Crivella 2016. Basta haver um número suficiente de pessoas nos bairros mais ricos que votaram no Aécio 2014 e no Freixo 2016, e nos bairros mais pobres que votaram na Dilma 2014 e no Crivella 2016, para aparecer a polarização oposta. A figura a seguir resume este argumento.

bairros rio voto 2014 2016

Como não houve pesquisas em que se cruzaram os votos da eleição de 2014 com a de 2016, não é possível tirar conclusões. Mas o fato de que muitos políticos e celebridades que apoiaram Dilma 2014 apoiaram Freixo 2016 e muitos políticos e celebridades que apoiaram Aécio 2014 apoiaram Crivella 2016 fornece indícios de que a situação descrita pelo parágrafo anterior e apresentada na figura aconteceu. Também é importante considerar que tanto a eleição de 2014, quanto a de 2016, teve muitos brancos, nulos e abstenções. É possível que muitos eleitores tenham escolhidos candidatos só em 2014, e muitos eleitores tenham escolhido candidatos só em 2016.

Foi dito anteriormente que apesar de ter ocorrido correlação negativa entre a votação de Dilma 2014 e Freixo 2016, esta correlação não foi tão linear assim. O gráfico a seguir mostra a dispersão das zonas eleitorais do Rio de Janeiro entre a votação de Dilma 2014 e Freixo 2016.

dispersão freixo dilma trincheiras

Verifica-se a correlação negativa, mas verifica-se que esta correlação não é linear. É interessante notar que nas zonas eleitorais de alta renda, que estão circuladas em vermelho no gráfico, a situação se inverte. Há uma correlação positiva entre o desempenho de Dilma 2014 e o desempenho de Freixo 2016. As zonas de alta renda são as que Dilma 2014 teve desempenho pior e Freixo 2016 teve desempenho melhor. Porém, onde Dilma 2014 teve o pior desempenho no município, Freixo 2016 não teve desempenho tão bom, ainda que tenha tido melhor desempenho do que aquele que obteve na maioria das zonas eleitorais pobres. Isto ocorreu notadamente na Barra e Ipanema. Onde Freixo 2016 teve o melhor desempenho no município, Dilma 2014 teve desempenho pior do que a média no município, mas ainda um desempenho melhor do que nas demais zonas de alta renda. Isto ocorreu notadamente em Laranjeiras, Cosme Velho, Flamengo e Botafogo.

Infelizmente não é fácil coletar dados de renda sobre bairros. Além disso, as zonas eleitorais picotam os bairros, dificultando medir a renda média de cada zona. Mas o diferencial de renda de alguns bairros do Rio de Janeiro é de notório conhecimento (sim, seria necessária uma pesquisa mais detalhada para fazer disso um paper para ser publicado em um journal, mas para este jornal virtual é o suficiente). Portanto, é possível chegar a algumas conclusões. A relação entre renda e votação do Aécio 2014 é quase que perfeitamente linear. Ele teve pior desempenho em zonas que englobam bairros muito pobres da Zona Norte, como Bonsucesso, Ramos, Mangueira e Penha, depois teve desempenho um pouco menos ruim em zonas que englobam os grandes bairros da Zona Oeste, como Bangu, Campo Grande, Santa Cruz, menos pobres do que os mencionados da Zona Norte, teve desempenho razoavelmente bom em Botafogo, Flamengo e Laranjeiras, que são de alta renda, mas não os de mais alta renda do Rio de Janeiro, e por fim teve o melhor desempenho nas zonas de renda mais alta, que englobam Barra, Ipanema e Leblon. Freixo 2016, por sua vez, também teve votação que cresceu com a renda, mas a relação foi muito menos linear. Seu pior desempenho foi na Zona Oeste (Bangu, Campo Grande e Santa Cruz), onde ele esteve na faixa dos 20%. Nos mencionados lugares muito pobres da Zona Norte, ele esteve na faixa dos 30%. Seu melhor desempenho ocorreu em bairros de alta renda da Zona Sul, como Botafogo, Flamengo e Laranjeiras, que ainda não são os bairros de mais alta renda da cidade. Nestes lugares, ele passou dos 60%. As zonas que englobam o topo da renda na cidade, incluindo Barra e Ipanema, foram as únicas zonas de alta renda onde Crivella venceu, ainda que com diferença não tão grande quanto a que ele venceu nas zonas pobres. A figura a seguir mostra um esboço do que foi explicado aqui por palavras.

renda aécio freixo

Curiosidade: o bairro da Cachambi, localizado na zona mais esquerdista do ranking apresentado neste texto, foi coincidentemente o bairro onde Luís Carlos Prestes e Olga Benario se esconderam em 1935

bairros esquerda direita rio

Comentários